Logo_20Esgalha0.png

Rede de Proteção

As Redes de Proteção proporcionaram maior segurança e comodidade, sem prejudicar a estética de seu lar. É o produto mais adequado para prevenção de acidentes envolvendo crianças e animais de estimação. 


São altamente resistentes, pois mesmo com peso de um adulto o material não é danificado.Disponível com diversas opções de malhas, diâmetros e cores. 

 

MATERIAL: Trabalhamos com ganchos que se acoplam em buchas de nylon com anel de vedação para não causar infiltração. Em seu acabamento utilizamos cordanel de 6mm que oferece maior resistência a instalação final. 


A rede de proteção é produzida em fios torcidos em Polietileno 100% virgem com nó de alta densidade (HDPE). Possui aditivos contra os Raios Ultra-Violeta no qual retarda o envelhecimento precoce do material exposto as diversas variações climáticas. 


Têm também tratamento contra a oxidação, material impermeável que não retém água, não propaga fogo e recebe tratamento contra MOFO. São comprovadas pelo Inmetro e pelo Instituto Falcão Bauer.

 

Vantagens: 


Segurança;
Custo-benefício;
Durabilidade;
Estética;
Resistência a pesos.

SAIBA MAIS

Saiba o que observar na hora de escolher a rede de segurança

 

Redes de proteção garantem a segurança de crianças, idosos e pets em janelas, varandas e sacadas. Confira dicas para não errar na escolha:

 

Em cidades cada vez mais verticalizadas, a instalação de telas de segurança em janelas, sacadas e varandas é item de série quando se trata de evitar a queda e promover a segurança geral de crianças, pets e idosos. Mas você sabe o que observar na hora de escolher o produto certo para sua casa ou apartamento?

 

1. Segurança: Não pense que o elemento é perfumaria. Ele pode atrapalhar um pouco a estética geral das construções, mas garante a segurança da sua família: idosos e crianças, pessoas sonâmbulas e pets. Sem falar que evita a entrada de pombos e outros pássaros na residência, situação bem comum nos centros das cidades.

 

2. Alteração da fachada: Há um entendimento por parte da maioria dos processos envolvendo moradores e condomínio que a proteção à vida sobressai a proibição de alteração da fachada. Mas é sempre bom conversar previamente com o síndico(a) ou administradora do edifício para evitar qualquer tipo de problema.

 

3. Tamanho da malha: Independentemente do fim da tela, o produto será o mesmo. O que muda é o tamanho das malhas. Para residências, existem redes de 3 cm, 5 cm, 7 cm e 10 cm. Para proteção de crianças e gatos, por exemplo, o mais indicado são as malhas menores, que impedem a passagem dos bichanos e de brinquedos. Se necessário passar a mão pela tela para abrir as janelas, as melhores opções são as telas de 7 cm e 10 cm, que têm maiores vãos.

 

4. Materiais: Os materiais mais comuns são o polietileno e a poliamida. Os dois são ótimos produtos. A única grande diferença é que as telas de poliamida absorvem água e, consequentemente, a sujeira do ar.

 

5. Cores: Existem diversas cores disponíveis. As mais comuns são cristal, branco, preto e marrom.

6. Ganchos: Cuide também para a qualidade dos ganchos. Quanto mais voltas ele tiver, melhor. Se puder, invista em ganchos de inox. A durabilidade é sem igual.

 

7. Garantia: Quase todas as empresas oferecem garantia de fábrica de três anos. Porém, as telas podem durar até sete anos. Depois disso, é necessário trocá-las.

 

8. Características do material: Em geral, o material não pode ser reciclado, deve ser resistente à propagação de fogo, suportar 550 quilogramas por m² de força aplicada e deve possuir temperatura máxima de trabalho igual ou superior a 50ºC. Quanto ao tamanho da malha, os espaços devem ter no máximo vãos com perímetro de 20 cm.

 

9. Gatos: Se o motivo for a segurança dos gatos, fique atento para que o animal não danifique a tela. Caso o bichano insista em roer a tela, os especialistas indicam empregar um spray afasta pet por 20 dias na rede. O intuito é somente impedir o animal de danificar a tela.

 

10. Preço: O preço é por metro quadrado e varia de R$ 30 a R$ 50.

 

11. Instalação: A maneira como a instalação será feita dependerá da sua janela, sacada ou varanda.

 

12. DIY: Não é recomendado realizar esse tipo de instalação por conta própria. Recorrer a serviços especializados, que já estão acostumados a essa série de requisitos e treinados para fazer o que é preciso com segurança, é a melhor opção.

 

13. ABNT: A produção, instalação e qualidade dos produtos é regida pela norma 16046-1:2012 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Como não existe certificação que garanta um bom procedimento das telas, pesquise e procure boas referências sobre as empresas com as quais você está orçando.